13 3877-7855 / 11 5054-0401 / Whatsapp: 013 99755 3993

Aquele sorriso meio amarelado está incomodando você? Quer deixar os dentes mais claros, pensou em fazer um clareamento dental, mas está inseguro quanto ao procedimento?

Então, o assunto do nosso post de hoje é especialmente para você. Confira oito mitos e verdades sobre a técnica e os seus resultados.

Vamos lá? 

1) Sensibilidade: O clareamento dental deixa os dentes mais sensíveis?  

Parcialmente verdade! Isso pode acontecer durante a sessão de clareamento ou por um período após ela ser realizada.

O clareamento dos dentes é resultado de uma reação química do contato entre o gel clareador e o pigmento que escurece o dente. Então, é possível que o paciente sinta uma espécie de choque nos dentes. Existem, no entanto, produtos e técnicas que são capazes de amenizar bastante esse tipo de problema.

Além disso, essas sensibilidades são passageiras e, normalmente, o dentista consegue controlar o tempo da sessão de clareamento fazendo com que a dor nem aconteça ou seja muito leve. 

2) Enfraquecimento: O procedimento enfraquece os dentes ou estraga o esmalte?   

Mito! O clareamento dental não é abrasivo, ou seja, não desgasta os dentes. 

Mais uma vez: O procedimento consiste em uma reação química na qual o gel clareador age no pigmento que ocasiona o escurecimento dental. Sendo assim, a técnica não altera a estrutura dos dentes, apenas age nas substâncias impregnadas neles.

3) Alimentos corantes: É necessário parar de consumir alimentos ou bebidas corantes — como café, refrigerante e vinho, por exemplo?

Parcialmente verdade! Em geral, a indicação é que alimentos ou bebidas com excesso de corante sejam evitados durante o tratamento clareador.

Produtos como café, vinho tinto, chá preto, refrigerantes, suco de uva, frutas cítricas (limão, laranja, kiwi, abacaxi), açaí, molho shoyo, entre outros, podem prejudicar o resultado final do clareamento.

Ainda, quem quiser prolongar os resultados do clareamento dental deve, ao menos, reduzir o consumo desses produtos, mesmo depois de finalizar o procedimento clareador — visto que eles causam o escurecimento gradativo dos dentes em qualquer época.

4) Restaurações: As restaurações já existentes precisam ser trocadas? 

Parcialmente verdade! O que acontece é que a ação do agente clareador não penetra na cor das restaurações. Desta forma, os dentes que as possuem acabam ficando mais escuros do que os demais.

Nesses casos, dependendo da posição do dente em questão, pode acontecer a desarmonia estética. Esta, por sua vez, pode ser resolvida com a troca ou o retoque da restauração. 

5) Método: O método de clareamento mais eficaz é mesmo o a laser?

Nem mito, nem verdade! Calma, vamos explicar…

O clareamento a laser é, sim, mais eficaz em termos de rapidez — ele tende a clarear os dentes mais rapidamente. Contudo, ele também possui menor poder de penetração do que os tratamentos caseiros. Sendo assim, o mais indicado pelos dentistas é a combinação das duas técnicas.  

Ou seja, o paciente recebe uma sessão de clareamento no consultório médico. E também recebe um molde, que é pré-fabricado, para fazer a aplicação caseira (pelo período indicado pelo dentista) do gel de peróxido. Feito isso, retorna ao consultório para fazer as avaliações do procedimento.

Vale reforçar que no clareamento caseiro também é fundamental a avaliação e orientação do dentista. 

6) Receitas caseiras funcionam para clarear os dentes?

Mito! Em primeiro lugar, não confunda receitas caseiras com tratamento caseiro.

O tratamento caseiro é o que citamos acima, já as receitas são baseadas na utilização de produtos como bicarbonato de sódio, limão, água oxigenada, sal, casca de laranja, entre outros. E, não, eles não possuem o poder de clarear os dentes.

O que acontece é que alguns desses ingredientes possuem efeito abrasivo, ou seja, eles até podem proporcionar polimento da superfície externa do dente (esmalte), mas não devolvem a ele a sua cor natural. 

7) Cremes dentais: Os cremes dentais branqueadores podem promover o mesmo efeito do clareamento?

MIto! A quantidade de agentes ativos clareadores contida nos cremes dentais branqueadores é bem pequena. Eles possuem, sim, efeito abrasivo, que desgasta a superfície do esmalte, e remove manchas externas, por isso dão a impressão de dentes mais brancos. 

8) Cor: Meu dentes vão mesmo ficar bem branquinhos após o tratamento?

De novo — Nem mito, nem verdade!

O clareamento dental respeita o tom natural do dente do paciente. E, em geral, as pessoas têm, naturalmente, dentes brancos, amarelos ou cinzas.

Desta forma, quem possui dentes cinzas, conseguirá, através do clareamento, dentes em um tom cinza mais claro. Quem tem dentes naturalmente amarelos, conseguirá chegar a um tom amarelo mais claro. E, por fim, quem tem dentes naturalmente brancos, aí sim, conseguirá dentes bem branquinhos.

Após o clareamento os dentes poderão ficar de dois a três tons mais claros do que o tom atual. Para evitar expectativas fora da realidades, é fundamental que o dentista mostre ao paciente em que cor está atualmente os seus dentes e, em seguida, em que tom eles ficarão após o procedimento clareador. 

Contraindicações

Vale salientar que o clareamento dental é contraindicado a:

  • Gestantes e lactantes;
  • Menores de 15 anos — situação em que o esmalte do dente ainda não está completamente formado;  
  • Quem possui muitas restaurações nos dentes;
  • Quem apresenta patologias periodontais (doenças na gengiva); 
  • Quem possui rizogênese incompleta (quando a raiz do dente permanente não completou sua formação); 
  • Pacientes com retração gengival; e
  • Quem é alérgico às substâncias químicas presentes nos produtos utilizados para clarear os dentes — como os peróxidos de carbamida e de hidrogênio. 

Para essas situações específicas, existem outras opções de tratamentos voltadas a devolver a cor natural dos dentes — como, por exemplo, a colocação de lentes de contato dental.

Então, ainda ficou com alguma dúvida sobre o clareamento dental? Então, entre em contato com a Oral Face Care, fale com os nossos especialistas ou marque a sua consulta!