13 3877-7855 / 11 5054-0401 / Whatsapp: 013 99755 3993

Bocejar, comer, gargalhar ou até mesmo gritar são coisas simples da vida. Entretanto, para realizar tudo isso, precisamos da Articulação Temporomandibular (ATM), que é classificada como a articulação mais complexa do organismo humano.  Ela é responsável pelos movimentos de abrir e fechar a boca ligando a mandíbula ao crânio. Quando sofremos de alguma disfunção na ATM, o que era fácil e bom se torna complicado e doloroso.

O deslocamento da ATM ocorre quando a mandíbula desencaixa e cai. O paciente não consegue fechar a boca e a mandíbula pode ficar torcida para um dos lados. É mais provável que essa luxação ocorra em pessoas que já passaram por isso ou que sofram de uma frouxidão da mandíbula (hipermobilidade), que pode resultar de um distúrbio temporomandibular.

Neste artigo abordaremos as principais causas, assim como, o melhor tratamento para o deslocamento de ATM, confira:

O que ocasiona o deslocamento da mandíbula?

As causas que levam até o deslocamento da ATM são variadas e podem ser classificadas como espontâneas ou traumáticas. Normalmente a luxação é resultado de uma abertura excessiva da boca, como um bocejo, por exemplo. No entanto, além da maneira natural, o deslocamento pode ser ocasionado por:

  • Traumas;
  • Acidentes;
  • Lesões;
  • Procedimento odontológico (onde o paciente necessita ficar com a boca aberta por muito tempo).

Independente da motivação, todas essas situações são caracterizadas pela perda total ou parcial da articulação, bem como pela incapacidade do queixo retornar à posição original sem a intervenção médica. Nesse contexto, o deslocamento da ATM é um desafio não só para o dentista, mas também para o paciente, em decorrência da sua imprevisibilidade, pois se origina geralmente de situações cotidianas, como comer e bocejar.

Quais os principais sintomas da ATM?

Alguns estudos apontam que o deslocamento da ATM afeta aproximadamente de 3% a 7% da população adulta em geral, apresentando maior incidência no sexo feminino. Quando há mais de três episódios de luxação num período de seis meses, esta se caracteriza como deslocamento recorrente.

No caso de acontecer tal condição, os principais sintomas identificados são:

  • Dor na mandíbula;
  • Sensibilidade;
  • Dificuldade em engolir e falar;
  • Endurecimento e inchado maxilar;
  • Dormência na face;
  • Incapacidade de fechar a boca.

É identificado, também, o aparecimento de uma dor reflexa. Geralmente ela é desencadeada por espasmos musculares, os quais poderão aumentar o incômodo.

Saiba qual melhor tratamento quando a luxação é recorrente

O tratamento para o deslocamento da mandíbula depende do estado do paciente. Ele poderá variar entre a redução manual, quando o cirurgião aplica algumas manobras para reposicionar a mandíbula na sua correta posição, até intervenções cirúrgicas com anestesia geral.

Caso a luxação seja muito frequente, poderá ser necessária uma intervenção cirúrgica para não permitir que essa ATM trave novamente. De um modo geral, os tratamentos da luxação da ATM podem ser classificados em:

  1. Transitórios

O tratamento transitório consiste na reposição manual da mandíbula por um profissional. O dentista utiliza técnicas firmes de pressão para baixo e para trás, com o intuito de destravar a mandíbula. Pode utilizar relaxantes e sedativos para espasmos musculares intensos e anestésicos locais ao redor da mandíbula;

Após a realocação da mandíbula, o paciente deverá seguir dieta pastosa por algumas semanas, para reduzir o movimento e o desgaste da mandíbula. Evitar atividades que envolvam a abertura extrema da boca, como bocejos. Há casos em que poderá ser feita uma imobilização com bandagem.

  1. Definitivos

O tratamento definitivo para ATM, como o próprio nome esclarece, é uma solução permanente para a luxação e divide-se, por sua vez, em:

  • Conservador:

Consiste na utilização de aparelhos limitadores do movimento, relaxantes musculares e injeções de soluções esclerosantes, podendo ser combinados com outros tratamentos (ex: fisioterapia).

  • Cirúrgico

A utilização de uma abordagem cirúrgica geralmente é indicada quando os métodos conservadores não são suficientes. Procedimentos cirúrgicos que se baseiam em aplicação de enxertos e/ou dispositivos metálicos para facilitar o movimento do encaixe da mandíbula.

É importante lembrar que tratamentos como fisioterapia e consulta psicológica podem ser considerados na avaliação do paciente tanto para o tratamento conservador, como para o tratamento cirúrgico.

Você sofre de deslocamento da ATM? Agende uma consulta com os especialistas da Oral Face Care. Lembre-se, sua saúde é prioridade!