13 3877-7855 / 11 5054-0401
O que é cirurgia ortognática?

O que é cirurgia ortognática?

A cirurgia ortognática é o tratamento para pacientes que possuem deformidades envolvendo dentes e o esqueleto da face. Não são possíveis de serem resolvidas somente com o tratamento ortodôntico uma vez que o problema está no esqueleto (Mandíbula e/ou Maxila) e não somente na posição dos dentes.

O caso abaixo mostra um problema somente de oclusão com apinhamento dental generalizado e sem alterações no esqueleto facial. Por isso foi possível extrair quatro pré-molares e fazer somente tratamento clínico com ortodontia.

Normalmente o paciente tem a mandíbula grande representando o prognatismo mandibular, ou a mandíbula pequena representando o retrognatismo mandibular semelhante ao saudoso compositor Noel Rosa. Pode ainda apresentar a maxila pequena,
retrognatismo maxilar.

Os problemas podem estar Combinados como a Mordida Cruzada Anterior que é a associação do excesso de crescimento do maxilar inferior (mandíbula) com o déficit de crescimento do maxilar superior (maxila) necessitando operar os dois segmentos. Pode ocorrer também a Mordida Aberta Anterior onde somente os molares se tocam e os dentes anteriores não.

O diagnóstico e o planejamento da cirurgia são realizados minuciosamente antes da cirurgia por meio de computação gráfica, modelos de estudo montados em articulador próprio, radiografias e traçados cefalométricos. O planejamento leva muito mais tempo do que a própria cirurgia.

[e-book] Conheça o perfil do paciente que precisa de Cirurgia Ortognática

Clique na imagem

Categorias

Assine o BLOG



Benefícios do Tratamento

Benefícios do Tratamento

A cirurgia é realizada no Hospital sob anestesia geral, mas antes o paciente é avaliado e preparado com todos os exames necessários.

As cirurgias são realizadas em pequenos hospitais chamados “Days Clinic”, pois o paciente é internado na manhã da cirurgia em “jejum absoluto” e dependendo do porte a cirurgia o paciente recebe alta hospitalar no mesmo dia ou no dia seguinte. Se a cirurgia representar um porte maior devido as deformidades avançadas, torna-se prudente e necessário realizá-las no Hospital.

A cirurgia é realizada totalmente por dentro da boca, não deixando cicatriz na face!

Abaixo estão relacionados os principais benefícios da cirurgia que ocorrem devido às alterações estruturais entre músculos, articulação temporomandibular, oclusão, vias respiratórias (nasofaringe, orofaringe e hipofaringe), pele e anexos.

• Melhora da relação dento-músculo-esqueletal
• Melhor posicionamento da musculatura supra-hióideia
• Melhora da passagem do ar
• Melhora do posicionamento da língua
• Melhora da articulação das palavras
• Melhora da fonação
• Melhora da articulação temporomandibular
• Melhora da oclusão
• Melhora da mastigação
• Melhora da digestão
• Melhora da oxigenação do cérebro
• Melhora social

[e-book] Conheça o perfil do paciente que precisa de Cirurgia Ortognática

Clique na imagem

Categorias

Assine o BLOG



Fases do tratamento

Fases do tratamento

Principais fases para o tratamento cirúrgico e ortodôntico da deformidade dento-esqueletal:

1. Exodontia dos dentes do siso deve ser no mínimo avaliada antes da montagem do aparelho ortodôntico

2. Montagem do aparelho ortodôntico fixo – o tratamento ortodôntico pode levar de 8 a 24 meses antes da cirurgia

3. Cirurgia Ortognatica (sem retirar o aparelho ortodôntico)

4. Trinta dias de recuperação (sem esforço físico – veja cuidados pós-cirúrgico)

5. Retorno ao tratamento ortodôntico de 30 a 60 dias após a cirurgia

6. Controles periódicos com o Cirurgião e Equipe

7. Tempo do Tratamento – depende do tempo do tratamento ortodôntico

[e-book] Conheça o perfil do paciente que precisa de Cirurgia Ortognática

Clique na imagem

Categorias

Assine o BLOG



Pós-operatório, dor e cuidados

Pós-operatório, dor e cuidados

Existe dor após a cirurgia?

Não! Com o sistema de “Fixação Rígida do Esqueleto” com mini-placas e parafusos de titânio, não existe micromovimentação dos ossos havendo ausência da dor.

Haverá muito inchaço no rosto o que é normal, e a partir do 4º dia começa desinchar.

Dieta – “15 dias sem alimentos sólidos” !

Durante 15 dias o paciente poderá comer alimentos líquidos e pastosos não podendo mastigar nada sólido. Deverá alimentar-se de sucos e vitaminas, sopas, caldos, cremes. A regra é a seguinte: o paciente por 30 dias pode comer “doces, salgados e até pedra desde que esteja batido e coado”.

“Após os 15 primeiros dias” 

Deverá permanecer por mais 15 dias até completar 40 dias com uma dieta de leve a moderada, ou seja, o paciente pode e deve mastigar alimentos moles e macios. Isso ajuda no processo cicatricial das partes moles alongando a pela e a musculatura e ajudando na regressão mais rápida do edema (inchaço) no rosto. Não confundir “mastigar com esforço mastigatório” o que envolveria carnes e massas duras como pizza o que só será utilizado na dieta após orientação profissional.

Cuidados Físicos – “30 dias sem esforço físico” !

Normalmente, nos primeiros 15 dias o paciente fica em casa saindo somente para os retornos pré-programados para controle pós-cirúrgico. Praticamente, o seu único contato externo é com o seu cirurgião. Após 15 dias, é possível até frequentar aulas, pois o inchaço no rosto já diminuiu muito. Entretanto, durante os 30 primeiros dias após a cirurgia, o paciente não deve realizar nenhum esforço físico maior sendo aconselhável andar no banco traseiro do carro. Tampouco deve expor-se ao sol e manter-se afastado de esportes coletivos ou de riscos por 90 dias.

Fixação do esqueleto em cirurgia ortognática

Fixação do esqueleto em cirurgia ortognática

Não! Antigamente, era utilizado “fio de aço” para unir os ossos e devido a sua instabilidade era necessário manter a boca sem movimentação amarrando os dentes do paciente rigidamente de 30 a 60 dias. Com o advento do sistema de “Fixação Estável do Esqueleto”, que são mini-placas e mini-parafusos de titânio, o paciente sai da cirurgia e recebe alta do hospital sem estar com a boca amarrada. Após 4 dias se estiver indicado, inicia o uso de elásticos no aparelho ortodôntico que o próprio paciente coloca e retira em casa.

 

Medartis 06 Medartis 07_preview Medartis 15_preview Medartis 16_preview