13 3877-7855 / 11 5054-0401

Alongamento mandibular

Aumento do tamanho da mandíbula por Distração Osteogênica

Cirurgia: Prof. Fued Samir Salmen e equipe
Ortodontia: Prof. Dr. Diógenes Ferreira – Santos – (13) 3232-104

Paciente 18 anos, leucoderma, BEG, portadora de retrognatismo mandibular com microgenia e acentuada inclinação dos dentes anteriores inferiores. Foi submetida a duas cirurgias sendo que a primeira foi para fixação dos “Distratores Osteogênicos” nos corpos mandibulares para alongamento de 1mm/dia da mandíbula. Essa técnica pode evitar recidivar devido a uma melhor acomodação articular e da musculatura e pode evitar também parestesia (perda da sesibilidade) do lábio inferior.

Observe na radiografia teleperfil da face a inclinação exagerada dos dentes anteriores inferiores em relação a base óssea sinfisária (mento) e o efeito dessa inclinação posicinando o lábio inferior anteriormante formando um ângulo muito aberto com a linha do pescoço.

Fotografias intra-orais da paciente Classe II, mas que não permite com essa relação de oclusão um avanço mandibular cirúrgico adequado e por esse motivo optamos por extrair os primeiros pré-molares inferiores para retração ortodôntica desses dentes.

Radiografia panorâmica para controle das exodontias dos primeiros pré-molares inferiores, dos sisos inclusos e da retração ortodôntica.

Observe que após a retração ortodôntica dos dentes anteriores inferiores alterando suas inclinações o lábio também ficou melhor posicionado formando um ângulo mais bem definido com a base sinfisária (mento).

Radiogragia panorâmica para controle da distração dos corpos mandibulares de aproximadamente 11mm de cada lado e as astes ativadoras dos distratores que são mantidas por 20 dias causando privação social uma vez que os lábios não ocluem.

Aparelho distrator mandibular.

Final da distração osteogênica e as astes ativadores dos distratores foram cortadas. Estes aparelhos serão removidos na segunda cirurgia que é realizada quatro meses após a distração onde é realizada a mentoplastia para avanço e suspensão maxilar total.

Controle radiográfico panorâmico e oclusal após 120 dias da distração terminada onde podemos observar a neoformação óssea.

Fotografias da face da paciente antes e após o tratamento. Nã apresenta mais exposição gengival ao sorrir, a mandíbula e o mento estão melhor posicionados com ângulos mais definidos e oclusão em Classe I.

Controle radiográfico teleperfil pós-operatório para controle da mentoplastia para avanço e da suspensão maxilar total.

[e-book] Conheça o perfil do paciente que precisa de Cirurgia Ortognática

Clique na imagem

Categorias

Assine o BLOG