13 3877-7855 / 11 5054-0401

Sempre que surge algum incômodo na região bucal, nosso primeiro pensamento sempre se volta para cáries, extrações de dentes ou até aparelhos e expansores. Pouca gente sabe, mas em muitos casos, a solução pode envolver até uma cirurgia ortognática.

Veja a seguir no que consiste este procedimento, a quem ele se aplica e, principalmente, como encontrar um bom profissional para realizar cirurgia ortognática em cada caso.

 

O que é a cirurgia ortognática?

 

Também conhecida como cirurgia corretiva dos maxilares, é um procedimento destinado a proporcionar a melhor oclusão (mordida) possível através de técnicas voltadas para a correção de determinadas condições dos maxilares e do rosto.

Estas condições podem ser relacionadas à estrutura, crescimento, distúrbios da ATM, apneia do sono, problemas de má oclusão ou outras questões de ortodontia que não podem ser tratadas com o uso de aparelhos específicos.

 

Prováveis candidatos a uma cirurgia ortognática

 

Como os maxilares crescem gradualmente, os maxilares superior e inferior podem se desalinhar. Isso pode afetar a oclusão, impactando a mastigação, a fala, a saúde bucal vitalícia e até a parte estética e comportamental.

Estes são alguns dos sintomas comuns em pacientes que recebem a indicação para a cirurgia ortognática:

  • Dificuldade para mastigar, morder ou engolir;
  • Problemas de fala;
  • Dor crônica de mandíbula ou ATM;
  • Mordida aberta;
  • Casos de prognatismo (projeção exagerada da mandíbula) ou de retrognatismo (ausência do desenvolvimento mandibular);
  • Problemas de respiração devido à colocação do maxilar.

 

Como encontrar um bom profissional para realizar cirurgia ortognática

 

Uma pesquisa breve, com a ajuda dos profissionais e dos canais certos, pode ajudar a encontrar o profissional certo para o seu caso. Veja como fazer isso nos tópicos a seguir:

 

Converse com o seu dentista

 

Sua primeira parada deve ser no consultório do seu dentista regular – que muitas vezes é o primeiro a sugerir a cirurgia.

É muito provável que ele já tenha uma recomendação – um profissional de sua confiança, com quem ele já atue em parceria e que tenha conhecimento da área que engloba seu caso. De toda forma, é válido fazer alguns questionamentos:

  • Por que você recomenda este cirurgião?
  • Quais são as suas especialidades?
  • Qual é a especialidade deste cirurgião?
  • Você iria a este cirurgião?

Converse com amigos, familiares e outros profissionais que já cuidem de sua saúde

 

Pessoas que já passaram por uma cirurgia ortognática ou possuem alguém próximo que já tenha realizado o procedimento são fontes valiosas de indicação.

Através deles é possível encontrar pontos positivos e negativos do profissional e descobrir se ele é de fato a melhor indicação não só para o seu caso, mas para o tipo de paciente que você é.

É por isso que os médicos de outras especialidades que já cuidam de sua saúde são também uma boa fonte de informação. Eles já conhecem seu histórico médico, seus hábitos, seu comportamento perante a outros tratamentos – podendo assim indicar um bom profissional para realizar cirurgia ortognática no seu caso.

 

Faça uma busca na internet

 

Se você não tem um dentista fixo, que pode recomendar um cirurgião oral, e seus amigos e familiares não podem ajudá-lo, é hora de colocar a internet ao seu favor.

O primeiro passo é buscar informações em sites de busca, como o Google e o Bing. É comum que os profissionais possuam publicações sobre o tema.

Busque também grupos sobre o tema em redes sociais como o Facebook. Você certamente encontrará outras pessoas com casos semelhantes ou parecidos com o seu, o que ajuda a obter indicações mais assertivas.

Aproveite a internet também para pesquisar sobre os profissionais que forem indicados: educação, tempo de experiência, afiliações profissionais. especializações e muito mais provavelmente estarão ao seu alcance em poucos cliques.

 

Contar com um bom profissional para realizar cirurgia ortognática é fundamental

 

É importante conhecer pessoalmente cada profissional antes de tomar a decisão final sobre o profissional que será o responsável por sua cirurgia ortognática.

Assim você pode fazer todas as perguntas (leve suas principais dúvidas anotadas no papel ou no celular, para garantir que nada será esquecido), ver o planejamento da cirurgia, entender como ele age no pré e pós-operatório, o tipo de suporte que ele fornece durante a sua recuperação – e se tudo isso está de acordo com as suas expectativas.

Uma cirurgia bem-sucedida também é o resultado de uma boa relação de confiança entre você e o cirurgião!

 

Está em busca de um bom profissional para realizar cirurgia ortognática? Clique aqui e conheça a Oral Face Care!