13 3877-7855 / 11 5054-0401 / Whatsapp: 013 99755 3993

O crescimento inadequado dos ossos da face incomoda muitas pessoas, seja por causa das consequências estéticas ou pelas condições que podem surgir a partir disso, como dificuldade respiratória, problemas de digestão e falha na dicção, por exemplo.

 

Mas esses problemas podem ser corrigidos com a cirurgia ortognática. Você sabe como essa cirurgia funciona?

 

Cirurgia ortognática: procedimento, pós-operatório e benefícios

 

Neste procedimento, o cirurgião reposiciona os ossos da face, como o maxilar e a mandíbula, para que o rosto fique simétrico. A cirurgia dura até 4 horas, e é feita em ambiente hospitalar, com anestesia geral.

 

No pós-operatório, é necessário utilizar aparelho ortodôntico por um tempo que varia de paciente para paciente. Cuidados com a alimentação são essenciais, já que o paciente não poderá ingerir alimentos sólidos por algum tempo.

 

Os benefícios resultantes do procedimento são diversos e vão muito além da aparência do paciente. Por exemplo:

 

  • Melhora da articulação temporomandibular e da mastigação e, consequentemente, melhora da digestão;
  • Melhora da respiração;
  • Melhora da passagem de ar e do posicionamento da língua, o que, como consequência, também melhora a articulação das palavras e a fonação, fazendo com que o paciente se comunique melhor.

Quem deve fazer a cirurgia ortognática?

 

Nem todo tipo de assimetria facial pode ser corrigido com essa cirurgia. Por isso, o passo mais importante é encontrar um bom cirurgião buco-maxilo-facial que analise seu caso. Alguns problemas que normalmente podem ser corrigidos com esse procedimento são:

 

  • Mordida cruzada anterior;
  • Deficiência de mandíbula;
  • Mordida aberta anterior;
  • Assimetria facial;
  • Excesso vertical da maxila.

 

Quer saber mais sobre cada uma dessas condições? Temos um e-book especial para você!

 

Baixe agora o e-book “Cirurgia Ortognática: identifique se você precisa desse procedimento”, aprenda mais sobre esse procedimento e descubra se você se encaixa no perfil de paciente que precisa dessa cirurgia!